OS GÉNIOS DO VEGETARIANISMO

“Falta-me aqui espaço para falar dos relatos históricos que temos de Pitágoras, Siddártha, Filolau, e Sócrates, Platão e Empédocles, de Asoka e Ovídio, de Diógenes, Porfírio e Jâmblico, de Séneca, Plutarco e Musónio, todos Espíritos Mestres, homens de intelectos gigantes e almas divinas, que cantaram e trabalharam para redimir o seu povo do viver e comer desumanos, e elevá-lo ao plano celestial. Eles foram uma inspiração digna do ideal e ensinamento Cristão. Além destes grandes nomes, houve muitos outros; um grande exército de teólogos, filósofos, historiadores e poetas que, por razões físicas, humanas e morais, se abstiveram de comer carne. E se os escritores citados parecem distantes na história passada, temos próximo dos nossos tempos pensadores e escritores tão notáveis como Thomson, John Milton, Pope, Benjamin Franklin, Isaac Newton, Swedenborg, Goldsmith, Paley, Shelley, e os seus amigos Frank Newton, John Wesley, Locke, Voltaire, Gleizes, Michelet, Struve, Rousseau, Schopenhauer e Newman. Estes são alguns dos muitos nomes familiares de homens que consideraram os direitos de raças sub-humanas e se abstiveram de matar para comer. E posso falar dos tempos iniciais, de como a dinastia do Egipto veio a sofrer, e nos tardios o orgulhoso e prepotente Israel. De como nações antigas e recentes morreram como resultado de fecharem a sua instrução através de hábitos grosseiros de viver e conduta desumana, de como a Grécia e Roma no apogeu da sua glória eram praticamente frugívoras, de como os melhores intelectos prosperaram com simples comidas da terra e os exércitos de César conquistaram o mundo ocidental com centeio, de como o declínio e queda da Grécia e Roma pode ser traçado à sua forma de viver bruta e voluptuosa. Não há limite no testemunho da história das vantagens físicas, morais e religiosas de uma dieta sem carne. Se ouvirmos a Grécia, Roma, Egipto, Israel, o historiador, o filósofo ou o teólogo, a mensagem é a mesma. Eles descobriram todos, em todas as terras, a lei grande de Deus escrita no coração humano e na natureza, desobediência à qual traz dor física e corrupção, embrutecimento moral e inércia, cegueira espiritual e impotência – precisamente aquilo que cai sobre a sociedade como um pesadelo. Somos movidos pela mesma grande lei, pela consciência do mesmo Deus eterno, pelos mesmos pulsos humanos da alma inspirada no divino, de que comer carne prejudica a saúde, de que é aberrante à melhor consciência moral e derrogatório à nossa divindade, e que é absolutamente inconsistente da humanidade para com os companheiros animais. Acreditamos que o nosso “domínio” sobre eles é o de um verdadeiro patriarca, e não de um déspota, tirano, e sacrificador.” J. Todd Ferrier1

 PITÁGORAS

Filósofo e Matemático – 551 a.C.

“Abstém-te de comer animais.” Pitágoras2

SÓCRATES

Filósofo – 469 – 399 a.C.

“Se perseguirmos o hábito de comer animais, e se o nosso vizinho seguir um caminho similar, teremos que ir para a guerra com o nosso vizinho para assegurar maior pastagem, porque a nossa não vai ser suficiente para nos suster, e o nosso vizinho vai ter uma necessidade semelhante pela mesma razão.” Sócrates3

PLATÃO

Filósofo e Matemático 428 – 348 a.C.

“Platão sem dúvida que chegou a uma idade avançada devido à sua moral, pureza, temperança e dieta natural de vegetais, bagas, nozes, grãos e plantas selvagens das montanhas, que a terra, a melhor das mães, produz.” Ovídio4

SÉNECA

Filosofo e Escritor – 4 a.C. – 6 d.C.

“Se essas máximas são verdade, os princípios pitagóricos de abstenção de carne promovem inocência, se mal fundados, pelo menos ensinam frugalidade – e o que perdes tu por perderes a tua crueldade? Eu meramente te proíbo da comida de leões e abutres.” Séneca5

LEONARDO DA VINCI

Artista e Cientista – 1452 – 1519

“Rei dos animais – como tu te descreves – eu diria antes: rei das bestas – sendo tu a maior – porque tu apenas as ajudas para que te dêem as suas crianças, para benefício do teu estômago, do qual tu tentas fazer um sepulcro para todos os animais, e eu diria mais se me fosse permitido falar a verdade completa.” Leonardo da Vinci6

“Ele era de facto gentil para com todos os animais, tratando-os mesmo com bondade infinita e consideração; como prova disto, conta-se que, quando passava em lugares onde eram vendidos pássaros, frequentemente, tirava-os das suas jaulas e, pagando o preço pedido pelos vendedores, ia em seguida pô-los a voar, devolvendo-lhes assim a liberdade que tinham perdido.” Giorgio Vasari7

“O Leonardo não come carne e vive inteiramente de vegetais, antecipando por isso os vegetarianos modernos em vários séculos.” Andrea Corsalo8

ISAAC NEWTON

Cientista – 1643 – 1727

“Newton considerava uma inconsistência assustadora acreditar que os animais sentem e ao mesmo tempo causar-lhes sofrimento. Neste ponto a sua moralidade estava de acordo com a sua filosofia. Ele tinha uma repugnância pelo costume bárbaro de nos suportarmos com o sangue e a carne de animais como nós.” Voltaire9

VOLTAIRE

Escritor e Filósofo – 1694- 1778

“Homens alimentados de carniçarias e que bebem bebidas fortes têm todos sangue envenenado e cáustico que os leva à loucura de cem formas diferentes.” Voiltaire10

LEÃO TOLSTOI

Escritor e Filósofo – 1828 – 1910

“Um homem pode viver e ser saudável sem matar outros animais para comer, como tal, se ele come carne, participa na remoção da vida animal meramente para propósito do seu apetite. Agir dessa forma é imoral.” Leão Tolstoi11

THOMAS EDISON

Inventor – 1847 – 1931

“Durante a sua doença recente, mastoidite, o Sr. Thomas Alva Edison, o famoso inventor, deixou de consumir carne e seguiu um extenso curso de vegetarianismo. O Sr. Edison ficou tão satisfeito com a sua mudança de dieta que, agora que recuperou a sua saúde normal, continua a renunciar a carne em todas as suas formas.”12

“Em 1907 Thomas Edison enviou um dictafone a Tolstoi. O escritor ficou agradado por saber que o seu inventor era vegetariano.”13

NIKOLA TESLA

Cientista – 1856 – 1943

“Com o passar das décadas, Tesla abandonou a dieta de carne. Substituiu-a por peixe, sempre cozido e, finalmente, eliminou a carne completamente. Mais tarde, eliminou quase inteiramente o peixe e viveu à base de uma dieta vegetariana”14

HENRY FORD

Inventor – 1863 – 1947

“Ele vestia fatos de soja para mostrar o que podia ser feito com vegetais. Ameaçava despedir os empregados apanhados a fumar ou a trair as mulheres. Era vegetariano e acreditava na reincarnação”15

MAHATMA GANDHI

Pacifista – 1869 – 1948

Mahatma Gandhi escreveu o livro “A base moral do vegetarianismo” e contactou a Sociedade Vegetariana de Londres para a publicação. Afirmou ter seguido uma dieta frugívora durante cinco anos.16

 ALBERT EINSTEIN

Cientista – 1879 – 1955

“Para além de concordar com os objectivos do vegetarianismo, por razões estéticas e morais, é o meu ponto de vista que uma forma de viver vegetariana, pelo seu efeito puramente físico no temperamento humano, influenciaria mais beneficamente a humanidade.” Albert Einstein17

“Não te envergonha misturares homicídio e sangue entre os frutos beneficentes? Chamas selvagens e ferozes a outros carnívoros – leões, tigres e serpentes – enquanto tu próprio não ficas atrás deles em qualquer espécie de barbaridade. E, no entanto, para eles o assassinato é o único meio de sustento, enquanto para ti é um crime e luxúria pelo supérfluo. Por um pequeno pedaço de carne privas uma alma de sol e luz, e da proporção de vida e de tempo que nasceu para desfrutar.” Plutarco18 Filósofo e Biógrafo – 45 – 120 d.C


1 – On Behalf of the Creatures, a Plea Historical, Scientific, Economic, Dynamic, Humane and Religious. Livro V. Linhas 398 a 454.
2 – M. Dacier. The Life of Pythagoras: with his Symbols and Golden verses. Together with the Life of Hierocles and his commentaries upon the verses. London, 1707.
3 – The Republic of Plato, Book II, 360 B.C.E, Translated by Benjamin Jowett
4 – Ovid’s Metamorphoses, tr. Anthony S. Kline
5 – Lucius Annaeus Seneca. Epistulae morales ad Lucilium CVIII
6 – The Notebooks of Leonardo Da Vinci — Complete by da Vinci Leonardo Quaderni d’Anatomia II 14 r.
7 – Giorgio Vasari, Lives of the most eminent painters, sculptors and architects, 1550, “Leonardo da Vinci,” 370 
8 – Passagem de 1516 escrita pelo seu contemporâneo Andrea Corsalo a Juliano de Medici.  Eugene Muntz, Leonardo da Vinci, Artist, Thinker and Man of Science, 1898.
9 – Voltaire em Elements de la Philosophie de Newton, 1741.
10 – Jon Wynne-Tyson. (1990) The Extended Circle. Open Gate Press.
11 – Leo Tolstoy, Writings on Civil Disobedience and Nonviolence . Bergman Publishers, 1967
12 – Vegetarian Messenger June 1908. http://www.ivu.org/history/northam20a/edison.html
13 – Sara Newton Carroll (1973) The Search: A Biography of Leo Tolstoy. Harper & Row
14 – John J. O’Neill .(2006) Prodigal Genius: The Life of Nikola Tesla. Cosimo Classics.
15 – David Kiley (2003) USA Today, First Henry Ford had wide-ranging interests. USA Today.
16 – Blago Kirov. (2015) Mahatma Gandhi: Quotes and Facts. CreateSpace Independent Publishing Platform.
17 – Einstein Archive 46-756. Tradução de uma carta para Hermann Huth, 27 Dezembro, 1930.
18 – Plutarch. Plutarch´s Morals, On Eating Flesh, Vol. 5 [1878]Traduzido William Goodwin.


 

Leave a Reply